Um ano após a morte de Gugu, Aparecida Liberato diz sonhar com o irmão e que a dor ainda é a mesma

'Chamo ele pelo nome e peço que mostre os caminhos, nos ajude aqui também', disse a numeróloga

Por Redação
21/11/2020 às 15h49
  • Compartilhe
Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

A numeróloga Aparecida Liberato, 66, afirma que é ainda muito difícil lidar com a perda do irmão mais novo, apresentador Gugu Liberato, um ano após a morte dele, e que sente um "buraco na alma". Gugu morreu aos 60 anos, exatamente no dia 21 de novembro 2019, após sofrer um acidente doméstico na casa em Orlando, na Flórida.

"A dor é a mesma de antes e de agora, não diminuiu nada", disse ela, em entrevista ao UOL. Logo após o falecimento, Aparecida relata que teve muitos sonhos com ele. Em todos, diz ela, Gugu aparece bem, "nunca triste".

Em um deles, a numeróloga diz que é como se ele tivesse passado um recado para ela. "Sabe esses sonhos que você está ansiosa, tudo é uma bagunça e parece sem solução? Você quer arrumar as coisas e não consegue. Não lembro qual era a situação, mas lembro que ele apareceu, estava bem e fez um comentário mostrando para mim que as coisas podem ficar bem, que aquela bagunça que eu sentia ia se normalizar", detalhou.