"A única maneira de salvar a humanidade é a solidariedade", diz o médium Divaldo Franco

Líder espiritual avaliou a sociedade neste momento de pandemia

Por Flávio Gomes
27/10/2020 às 09h48
  • Compartilhe
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O líder espiritual Divaldo Franco, de 93 anos, avaliou nesta terça-feira (27), a sociedade durante o estado de pandemia.

"A divindade periodicamente testa a capacidade da civilização. Criaram imensos laboratórios, depósitos de armas nucleares que poderão destruir a terra, várias vezes. O vírus vem e para o mundo mostrando nossa pequenez diante da vida. Apesar da tragédia e tantas mortes nós sairemos mais sábios. Primeiro, notaremos que nós nos necessitamos, não podemos viver isolados. Segundo, que a única maneira de salvar a humanidade é a solidariedade", disse em entrevista à TV Bahia.

Ainda, segundo o médium, as atividades da Mansão do Caminho foram suspensas parcialmente e está no aguardo de novas determinações para a retomada total.

"Nós nos adaptamos ao que foi estabelecido pelas leis, mas não suspendemos todas as atividades. A grande maioria utilizou o método virtual para ter o contato com os nossos amigos, e outras atividades como as escolas, foram suspensas. Estamos aguardando as novas leis para dar prosseguimento ao trabalho da instituição", ressaltou.

Divaldo pontuou ainda que, do ponto de vista espiritual, Deus deu a chance, nesta pandemia, para a sociedade ser melhor.

"Todos temos que colaborar em benefício de todos. Deus está nos dando uma chance para sermos melhores. Se nós nos ajudarmos, isso será apenas uma missão", concluiu.