Caminhões terão circulação restrita em Salvador a partir desta terça-feira

Transalvador havia flexibilizado tráfego de veículos após o início da pandemia

Por Yuri Abreu
03/08/2020 às 11h35
  • Compartilhe
Foto: Portal Transporta Brasil
Foto: Portal Transporta Brasil

A restrição à circulação de caminhões de grande porte em horários de pico será retomada nas vias da capital baiana, a partir desta terça-feira (4).

De acordo com a Prefeitura de Salvador, com a retomada gradual das atividades econômicas, caminhões acima de 6,5 metros de comprimento e 2,2 de altura não poderão circular pelas principais vias de Salvador nos horários de grande movimento de veículos, conforme a legislação vigente. 

O trânsito de caminhões e tratores nas Áreas de Restrição de Circulação (ARC) é proibido nos períodos entre 6h e 10h, de segunda a sábado; entre 17h e 20h, de segunda a sexta-feira; e entre 9h e 20h na orla de Salvador, aos sábados, domingos e feriados.

Entre as áreas de restrição estão avenidas como a ACM, Barros Reis, Fernandes da Cunha, General Graça Lessa (Ogunjá), General San Martin, Heitor Dias, Luis Eduardo Magalhães, Luís Viana Filho (Paralela), Mario Leal Ferreira (Boncô), Avenida Octávio Mangabeira (entre a Av. Amaralina e o Jardim dos Namorados), BR-324 (a partir do acesso à Av. Luis Eduardo Magalhães, no sentido Bonocô), além de ruas como a Nilo Peçanha e a Luis Maria, entre outras.

Em março, a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) havia flexibilizado o tráfego destes veículos na cidade em março, com o início das ações de isolamento social em decorrência da pandemia da Covid-19.

"A flexibilização tinha o objetivo favorecer o abastecimento de estabelecimentos da capital baiana durante o período de isolamento. Com a abertura gradual do comércio, temos percebido um aumento no fluxo de veículos da cidade, e, portanto, é necessária a volta desta fiscalização para que não haja prejuízos à mobilidade e fluidez do tráfego, principalmente nos horários de pico", explicou o superintende da autarquia, Fabrizzio Müller.