Cacau Tabatchnik quebra mitos do mundo de glamour dos influenciadores digitais

Negociações de publicidade e captação de clientes tomam maior parte do tempo

Por Vinícius Rebouças
30/06/2020 às 20h14
  • Compartilhe
Foto: Reprodução/ Instagram
Foto: Reprodução/ Instagram

Se engana quem pensa que o mundo dos influenciadores digitais é repleto de glamour nos resorts cinco estrelas, restaurantes referência de alta gastronomia e farras em todos os momentos. Caucau Tabatchnik abriu o jogo sobre a realidade de quem está no ramo durante live com Osvaldo Lyra, editor-chefe do Portal M!, na noite desta terça-feira (30).

"Ninguém sabe que acordamos quatro da manhã para tirar um monte de foto e escolher só uma. Tem dias que passo a madrugada inteira trabalhando e ainda tem compromisso pela manhã", revelou a influenciadora de moda e estilo de vida.

A maior parte da rotina de Cacau é preenchida com captação de clientes, ou seja, as lojas e marcas que fecham parcerias de publicidade. "É correria de loja em loja de roupa o dia todo. Nós corremos atrás dos nossos clientes", revelou.

Radicada em Salvador há 10 anos, a blogueira pernambucana vê sua página no Instagram, seguida por 106 mil internautas, como vetor de comunicação e que deve ser remunerado como tal. "Somos um vínculo direto entre a empresa e o consumidor final. Não é justo que me enviem uma capinha de celular e ganhem 100 ou 200 clientes", afirmou.

A ilusão dos ganhos também foi dissipada. "Não existe isso de ganhar um monte de coisas porque posta fotos", disparou. Cacau explicou que não faltam pedidos para publicações de fotos em troca de presentes. Todos são devidamente rejeitados. "A blusinha não paga as contas, não paga o aluguel".

Tirado o glamour, as festas e os ganhos, sobra trabalho e preocupação. "Qualquer palavrinha errada que falamos, tem consequências. Porque ao mesmo tempo em que temos a capacidade de tirar as pessoas da depressão, podemos afundar também", alertou a blogueira.

Para expor a própria vida em busca de referenciar a vida de outras pessoas é preciso ter conteúdo. E Cacau defendeu o dela por meio da positividade no lado emocional além da moda e do estilo de vida. "Não somos só uma carinha bonita".