Pular para o conteúdo
Início » Relator da reforma tributária faz acordo para carne com imposto zero na cesta básica

Relator da reforma tributária faz acordo para carne com imposto zero na cesta básica

Relator da reforma tributária faz acordo para carne na cesta básica com imposto zero
Medida era defendida pela Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) e pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

O relator do primeiro projeto de regulamentação da reforma tributária, o deputado Reginaldo Lopes (PT-MG), cedeu na última hora e decidiu apoiar a inclusão da carne na cesta básica com imposto zero. A medida, defendida pela Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) e pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), foi o principal impasse político da proposta.

“Estamos acolhendo no relatório da reforma todas as proteínas. Carnes, peixes, queijos e, lógico, o sal, porque o sal também é um ingrediente na culinária brasileira”, disse Lopes, no plenário. O PL havia apresentado um destaque para incluir a carne na cesta básica. Esse destaque será ainda votado e deverá ser aprovado, com apoio do relator, do governo e do PT, que estavam antes estavam contrários.

Representantes do setor de carne, como a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Associação Brasileira dos Frigoríficos Brasileiros (Abrafrigo) e outros executivos da indústria de alimentos, aplaudiram a decisão no plenário.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), chegou a afirmar a aliados nesta quarta-feira (10), que isentar as carnes seria “loucura” e que era preciso acabar com a disputa política em torno da medida. Na avaliação de Lira, a cesta básica beneficia tanto pobres quanto ricos e que, por isso, o melhor seria focar no cashback, o mecanismo de devolução de impostos para pessoas de baixa renda.

Leia também:

Câmara aprova texto do primeiro projeto de regulamentação da reforma tributária

Jerônimo garante que Reforma Tributária não vai trazer impactos a BYD: ‘Lula deu a palavra e tenho certeza que vai cumprir’

Padilha diz que foco do trabalho está na negociação da reforma tributária

Marcações:
Mário Agra/Câmara dos Deputados