Pular para o conteúdo
Início » Lula repudia atentado contra o primeiro-ministro da Eslováquia e diz que ódio não pode prevalecer

Lula repudia atentado contra o primeiro-ministro da Eslováquia e diz que ódio não pode prevalecer

Presidente afirmou ser "inadmissível" ataque contra o premiê da Eslováquia, Robert Fico, que foi atingido por cinco disparos 

Nesta quinta-feira (15), o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), manifestou em suas redes sociais o sentimento de repúdio ao atentado sofrido pelo primeiro-ministro da Eslováquia, Robert Fico, que foi vítima de cinco disparos e chegou a correr risco de morte. 

O premiê foi baleado nesta quarta-feira (15), após sair de uma audiência na cidade de Handlová, que fica a 190 quilômetros da capita Bratislava. Segundo informações do governo eslovaco, o ataque ao primeiro-ministro foi uma ação de motivação política, algo que Lula declarou ser “inadmissível”. 

“Situações como essas, de intolerância e violência, merecem nosso repúdio e nos afetam, pois atentam contra nossos valores de defesa da democracia e da paz. O ódio não pode prevalecer. Minha solidariedade a Robert Fico e família e ao povo eslovaco. Desejo sua pronta recuperação”, publicou o presidente. 

O último esclarecimento do governo da Eslováquia diz que o premiê Robert Fico passou por uma cirurgia bem-sucedida e não corre mais risco de morte, depois de ser atingido cinco vezes no abdômen e no braço. A imprensa local suspeita que o atentado foi cometido por um homem de 71 anos, que já está em detido. 

 

Leia também: 

Lula visita abrigo no Rio Grande do Sul e promete reforço ao estado

Governo propõe reajuste de até 43% a professores federais

Lula demite Jean Paul Prates da presidência da Petrobras

Marcações: