Pular para o conteúdo
Início » Jerônimo terá encontro com Lewandowski para atualizar pacto da segurança pública

Jerônimo terá encontro com Lewandowski para atualizar pacto da segurança pública

Segundo o petista, o diálogo com o governo federal visa garantir uma operação com mais "força" e "inteligência"

O governador Jerônimo Rodrigues (PT) revelou, nesta segunda-feira (15), que terá uma reunião com o ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski para “atualizar” o pacto de segurança pública. Segundo o petista, o diálogo com o governo federal visa garantir uma operação com mais “força” e “inteligência”.

“Não tive nenhuma reunião com o novo ministro ainda. Trocou de ministro, nós temos que ir lá renovar o nosso pacto, vamos renovar aquilo que a gente combinou com o ministro Flávio Dino. A SSP apresentou uma proposta, a gente trabalhou e nós apresentamos um plano ao Flávio Dino”, afirmou na manhã de hoje, durante a entrega de 84 novas viaturas à Polícia Militar, em cerimônia na Lagoa do Abaeté

Conforme o gestor estadual, um conjunto de ações já foram superadas a partir da primeira proposta, e existe a intenção de renovar. “Vamos agora renovar e uma delas é justamente esse reforço. A Bahia está fazendo o seu dever de casa. A gente quer dialogar com o governo federal para operar com mais força, com mais inteligência, a partir de uma parceria com a Governo Federal. Então, é pegar o plano e atualizar e renovar com o novo ministro Lewandowski”, ressaltou. 

Na ocasião, o petista também chamou atenção para o fato de que segurança pública não é feita apenas com “armas ou viaturas”, mas sim com um conjunto de ações. “Ouvimos tanto o Geraldo Júnior, quanto o Marcelo Werner e o coronel Coutinho explicitar que isso aqui não é uma ação distoada do Bahia Pela Paz. A minha fala, por exemplo, de segurança pública não é apenas armas ou viaturas, é o conjunto delas. Hoje, por exemplo, pela manhã a gente faz entregas da Secretaria de Segurança Pública e à tarde nós vamos fazer uma agenda de educação. Então, nós temos a plena certeza que tudo isso que estamos fazendo aqui diz respeito ao Bahia Pela Paz”, pontuou.

Jerônimo nega pedido de força-tarefa

Questionado se iria solicitar uma força-tarefa com outros órgãos da segurança pública ao ministro da Justiça, o governador foi enfático em dizer que a gestão tem “firmeza” no que está sendo feito. “Não há, em momento algum, esse pensamento. O que nós estamos fazendo é renovar o plano. Nós havíamos combinado que eu queria pedir uma agenda com ele na semana retrasada, a gente adiou, então nós vamos agora, com essas entregas, fazer um relatório para ele do que nós estamos fazendo, do que a Bahia passou e do que a Bahia, naturalmente, enfrenta”, explicou.

Jerônimo também destacou que já existem parcerias em curso da Polícia Militar com a Polícia Federal. Segundo ele, o objetivo agora é “chegar ao topo”, a partir do diálogo com Lewandowski.

“Vocês devem ter acompanhado, na semana passada, no município de Curaçá, de Casanova, de Abaré, foi feito um cerco em parceria com a Polícia Federal e com a Polícia Militar, para a gente poder apreender hectares de plantio de maconha. Então, já existe. Isso é renovar no sentido de o que é que nós estamos fazendo, o que é que nós temos que fazer e priorizar. E nós estamos fazendo isso a partir das nossas bases. O secretário Marcelo já vem dialogando permanentemente com a Polícia Federal. Nós agora vamos chegar no topo conversando com o ministro Lewandowski”, concluiu.

 

Leia também:

Jerônimo diz que Geraldo está liderando a escolha de seu candidato a vice em Salvador

Governador não responde sobre abertura de barragem em São Cristóvão

Paulo Coutinho diz que ações de facções criminosas serão combatidas em qualquer lugar do Estado

Marcações: