Pular para o conteúdo
Início » Fabíola Mansur condena caso de racismo contra jogadora do Bahia

Fabíola Mansur condena caso de racismo contra jogadora do Bahia

Deputada Fabíola Mansur condena caso de racismo contra jogadora do Bahia
O incidente ocorreu durante um jogo entre o JC Futebol Clube, do Amazonas, e o Bahia, no Estádio de Pituaçu

A deputada estadual Fabíola Mansur (PSB), também Procuradora Especial da Mulher da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), expressou sua indignação após o episódio de racismo envolvendo uma jogadora do Bahia. O incidente ocorreu na noite de segunda-feira (8), durante um jogo entre o JC Futebol Clube, do Amazonas, e o Bahia, no Estádio de Pituaçu, em Salvador. O treinador do time adversário teria proferido insultos racistas contra a atleta.

De acordo com relatos, a jogadora foi chamada de “macaca” pelo treinador, que é de nacionalidade portuguesa. O ocorrido resultou em uma ação imediata das autoridades, com o treinador sendo detido pelo Batalhão Especializado de Policiamento em Eventos (BEPE) e encaminhado à Central de Flagrantes da 1ª Delegacia dos Barris.

Fabíola Mansur, reconhecida por sua atuação incisiva na defesa dos direitos das mulheres e contra qualquer forma de discriminação, destacou a gravidade do caso e reafirmou seu compromisso com a promoção de um ambiente esportivo e social inclusivo e respeitoso para todos.

“Racismo é crime! É inaceitável que ainda hoje, no século XXI, tenhamos que lidar com casos de racismo no esporte. Devemos combater energicamente qualquer manifestação de preconceito e assegurar que os responsáveis por tais atitudes sejam responsabilizados pelo crime cometido”, declarou Fabíola Mansur. A deputada colocou a Procuradoria Especial da Mulher da ALBA à disposição da jogadora, oferecendo suporte psicossocial e jurídico.

Leia também:

Governo da Bahia enviará Lei Cultura Viva para validação da AL-BA
CCJ do Senado adia votação da PEC do marco temporal para terras indígenas

Divulgação