Pular para o conteúdo
Início » Deputada federal tem mandato cassado por pagar tratamento estético com dinheiro público

Deputada federal tem mandato cassado por pagar tratamento estético com dinheiro público

Deputada federal Silvia Waiãpi
De acordo com a ação, Silvia Waiãpi (PL) usou verba pública destinada à campanha eleitoral para realizar uma harmonização em 2022

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) cassou por unanimidade o mandato da deputada federal Silvia Waiãpi (PL-AP) por usar verba pública de campanha eleitoral para procedimento estético durante as eleições de 2022. As informações são da Agência Brasil.

Na sessão plenária, os desembargadores e juízes apontaram a existência de “provas robustas”, rejeitaram a prestação de contas da parlamentar e acataram solicitação do Ministério Público Eleitoral (MPE), que pedia a cassação.

De acordo com a ação, a deputada usou verba pública destinada à campanha eleitoral para realizar uma harmonização em 2022, quando foi eleita para ocupar uma cadeira na Câmara dos Deputados.

Durante a sessão no TRE-AP, foi apresentado o depoimento de cirurgião-dentista que confirma ter realizado o procedimento e recebido pagamento da deputada. O MPE também apresentou recibos no valor total de R$ 9 mil.

Silvia Waiãpi, de nome civil Silvia Nobre Lopes, tem 48 anos e é natural de Macapá. Nas redes sociais, ela se declara mãe, avó, indígena, militar e republicana conservadora. Graduada em fisioterapia, a parlamentar comandou a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) no governo de Jair Bolsonaro.

Em 2023, o nome da deputada foi incluído em inquérito que apura os atos que resultaram na invasão do Palácio do Planalto, do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF) em 8 de janeiro de 2023.

Leia também:

Governo da Argentina identifica foragidos do 8 de janeiro no país

STF retoma julgamento sobre o porte de maconha para uso pessoal

Lula afirma ter ficado ‘nervoso’ ao saber da quantidade de dividendos pagos a acionistas da Petrobras

Divulgação/Câmara dos Deputados