Pular para o conteúdo
Início » Setur anuncia ações para turismo LGBTQIAPN+ na Bahia

Setur anuncia ações para turismo LGBTQIAPN+ na Bahia

Pasta lançou guia para formação de prestadores de serviços; Salvador, Itacaré, Maraú, Cairu, Lençóis, Porto Seguro e Praia do Forte são destinos mais procurados pelo segmento

A Secretaria de Turismo da Bahia (Setur-BA) participou da 8ª Conferência Internacional da Diversidade, realizada até esta sexta-feira (26), no Centro de Eventos São Luís, em São Paulo, com quatro dias de atividades. O encontro, promovido pela Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil, reuniu lideranças e empresários nacionais e da Argentina, Uruguai, Colômbia, Canadá, Estados Unidos, Portugal e Espanha, que discutiram temas relacionados a viagens, esporte, cultura e negócios.

“Temos grande oferta de atrativos e mostramos o quanto a Bahia está empenhada em promover o segmento, em grande eventos e feiras de turismo, no Brasil e no exterior. Além disso, atuamos continuamente na qualificação profissional, visando tornar o estado uma referência no acolhimento adequado à comunidade”, pontuou a coordenadora do Turismo LGBTQIAPN+ da Setur-BA, a drag queen Petra Perón.

“Desde 2019, a Bahia tem sido uma grande parceira da nossa movimentação. O estado faz um trabalho maravilhoso, dando conta da sua relevância para a diversidade, equidade e inclusão. É muito importante que isso seja transmitido para as políticas públicas e direcionado ao turismo”, afirmou o presidente da Câmara, Ricardo Gomes.

Cartilha

A Setur-BA lançou uma cartilha que serve de guia para a formação de prestadores de serviços, no atendimento ao turista do segmento, com o objetivo de transformar a Bahia em um destino para este público. Ela pode ser consultada na plataforma digital TurisQualy, desenvolvida pela secretaria para oferecer cursos on-line gratuitos, voltados para atividades turísticas. O órgão também realizou uma pesquisa sobre como hotéis, restaurantes, empresas de transporte e agências de viagens se preparam para acolher esse público. Os dados são usados em ações estratégicas de inclusão.

Salvador (Baía de Todos-os-Santos), Itacaré e Maraú (Costa do Cacau), Cairu (Costa do Dendê), Lençóis (Chapada Diamantina), Porto Seguro (Costa do Descobrimento) e Praia do Forte (Costa dos Coqueiros) são os destinos mais procurados pelos adeptos da diversidade.

 

Leia também:

Artesanato ancestral e etnias indígenas são destaques da Feira da Bahia

Marcações: