Pular para o conteúdo
Início » Justiça rejeita denúncia contra MC Guimê e Cara de Sapato por importunação sexual no BBB 23

Justiça rejeita denúncia contra MC Guimê e Cara de Sapato por importunação sexual no BBB 23

Durante uma festa do BBB em março em 2023, Guimê passou a mão na mexicana Dania Mendez, e Cara de Sapato tentou beijá-la. Direção do reality show entendeu que eles contrariaram as regras do programa, e a dupla foi expulsa.

A Justiça do Rio de Janeiro rejeitou a denúncia pelo crime de importunação sexual apresentada pelo Ministério Público do Estado contra o cantor Guilherme Aparecido Dantas Pinho, o MC Guimê, e o lutador Antônio Carlos Coelho de Figueiredo Barbosa Júnior, conhecido como Cara de Sapato.

Na decisão que rejeitou a denúncia, o juiz Aylton Cardoso Vasconcellos, da 2ª Vara Criminal de Jacarepaguá, ressaltou que a vítima não foi ouvida antes da denúncia. Ambos acusados participaram do reality show Big Brother Brasil, no ano de 2023, que contou com a presença da mexicana Dania Mendez, apontada como a vítima. Na época, os dois foram expulsos do programa após Guimê passar a mão no corpo de Dania sem o consentimento dela e Cara de Sapato dar um beijo e fazer contatos físicos forçados com a mulher. 

O Ministério Público chegou a oferecer um acordo de não persecução penal, onde os dois teriam que assumir que praticaram o crime. No entanto, a defesa de Cara de Sapato rejeitou a opção. Bruno Viana, um dos advogados de Cara de Sapato, celebrou a decisão da Justiça.

Os dois foram indiciados pelo crime em abril do ano passado, pouco mais de um mês depois do início da investigação, após o inquérito ser concluído pela Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá.

 

 

 

Leia também:

Morre Tanucha Taylor, aos 54 anos, em Salvador 

Após eliminação, Lucas descobre fim do casamento e diz respeitar sentimento de ex-esposa 

Justiça nega exumação do corpo de Gal Costa, mas pede investigação policial 

Marcações: