Pular para o conteúdo
Início » Servidores técnico-administrativos da UFBA declaram greve

Servidores técnico-administrativos da UFBA declaram greve

Objetivo é exercer pressão sobre o Governo Federal para que haja uma recomposição do orçamento 

Os funcionários do setor administrativo da Universidade Federal da Bahia (UFBA) deram início à uma greve nesta segunda-feira (11), conforme confirmado pelo Sindicato dos Técnico-Administrativos em Educação das Universidades Públicas Federais da Bahia (Assufba). 

O objetivo do movimento é exercer pressão sobre o Governo Federal para que haja uma recomposição do orçamento da instituição, pelo menos ao nível de 2015. Para o ano de 2024, a Universidade teve um orçamento reduzido em 7% em comparação com 2023. Em termos nominais, ou seja, sem levar em conta a inflação, o orçamento deste ano é inferior ao de 2014, mesmo quando a universidade contava com menos alunos, cursos e área construída.

Segundo apurou o Correio, a greve não tem previsão de término e, durante a semana, o sindicato vai promover assembleias nas demais universidades federais da Bahia para indicar o mesmo movimento.

Na tarde desta segunda, a categoria se reuniu com o Comando Local de Greve no auditório da Assufba. O cronograma de atividades prevê um “arrastão”, com visitas nas unidades de trabalho, no campus do Canela, com concentração na Reitoria, a partir das 8h30 desta terça-feira (12), e mais uma na quarta-feira (13), no mesmo horário, no campus de Ondina, com concentração no Instituto de Geociências. Também haverá uma Assembleia Geral no Hospital Universitário Professor Edgard Santos (HUPES), às 10h, na quinta-feira (14).

Outro pleito da categoria é a reestruturação do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação (PCCTAE), incluindo a recomposição salarial, revogação da Instrução Normativa/2023, que impede direito de greve; 30 horas para todos; não ao ponto eletrônico; reposicionamento dos aposentados; reposição do quadro, concurso para todos os cargos; deposição dos Reitores Interventores e fim da lista Tríplice – Paridade nas eleições para a Reitoria.

A reportagem do Portal M! solicitou posicionamento da UFBA sobre o movimento grevista e aguarda retorno. 

Leia também:

MEC anuncia recomposição de R$ 250 milhões no orçamento das universidades federais

UFBA anuncia corte de R$ 13 milhões no orçamento

Marcações: