Juiz federal é preso sob acusação de vender ordens judiciais

Magistrado é investigado por recebimento de propina para liberar precatórios

Por Vinícius Rebouças
30/06/2020 às 22h41
  • Compartilhe
Foto: Divulgação/Polícia Federal
Foto: Divulgação/Polícia Federal

Uma operação da Polícia Federal nesta terça-feira (30), em São Paulo, levou à prisão do juiz federal Leonardo Safi de Melo, titular da 21ª Vara Cível do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3).

De acordo com o Folha de S. Paulo, o magistrado é suspeito de vender ordens judiciais que determinavam o pagamento de precatórios. Ou seja, receber propina para liberar pagamentos de dívidas judiciais do Estado a particulares.

No âmbito da Operação Westminster foram liberados mais seis mandados de prisão provisória para advogados e um servidor do TRF-3. Mandados de busca e apreensão também foram cumpridos, inclusive no gabinete do juiz. Por envolver um juiz federal o caso correrá em segredo de Justiça na segunda instância do órgão.